• Sindminérios

É por isso que vamos as Ruas dia 14/06.....


Motivo 3: A Reforma ataca até viúvas e órfãos.

No caso de morte, o cônjuge ou filho que tem direito a pensão receberá apenas 50% do valor do benefício a que o trabalhador ou trabalhadora tinha direito, mais 10% por cada dependente.Como a viúva ou o viúvo contam como dependentes, a pensão começa com 60% do valor do benefício.Os filhos menores de idade têm direito a 10% cada. Quando um filho atingir a maioridade ou falecer, sua cota não será reversível aos demais dependentes.Em 2017, mais de 7 milhões e 780 mil (22,7%) do total de benefícios pagos foram por pensão por morte. O valor médio mensal foi de apenas R$ 1.294,05, segundo o Anuário da Previdência Social.Mais um ataque às viúvas e viúvosA reforma quer restringir a possibilidade das viúvas ou viúvos acumularem os, em geral, parcos benefícios. Pela regra proposta, se uma pessoa for acumular aposentadoria com pensão poderá escolher o benefício de valor mais alto e o outro vai ser repassado com desconto, de acordo com reduções por faixas escalonadas de salário mínimo.Por exemplo, quem tiver um segundo benefício no valor de até um salário mínimo (R$ 998,00), poderá ficar com 80% do benefício (R$ 798,40).

#juntossomosmaisfortes #portaldosindminerios

#juntossomosmaisfortes

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Notícias para os Trabalhadores(as) de Revenda de GLP

O Sindicato alerta aos Trabalhadores e Trabalhadoras das Revendedoras de GLP. Cuidado com a assinatura na hora de receber a PLR , nada de assinar com data retroativa. Assistam o vídeo abaixo e fiquem